terça-feira

Férias


Sabe quando você quer tirar férias de si mesmo? Eu to nesse estado.
To de saco cheio de tanta, mas tanta coisa que to até de saco cheio de mim.
Tá muito chato isso.
To querendo colo. Alguém me dá?
Queria ter um pouco de paz de espírito mas acho que ultimamente nao to conseguindo
Nesse final de semana tomei uma decisão muito importante e estou determinada a segui-la.
Sei que parte da minha infelicidade está no trabalho que eu deveria fazer - deveria porque na verdade nem faço muita coisa.
A verdade é a seguinte: Eu entrei num trabalho que nao era bem a minha área, mas pra situação em que eu estava - desempregada - foi a melhor coisa que apareceu. Acontece que as únicas vantagens desse trabalho eram as poucas horas diárias e a remuneração pelo tanto que eu deveria trabalhar. Nao é um trabalho que me faça perder a cabeça, muito pelo contrário, é muito tranquilo, tranquilo até demais.
Fico sem fazer nada vários dias na semana e por incrível que pareça nem estou feliz com isso. Dos 20 e tantos dias no mes que trabalho, só 4 dias eu realmente faço alguma coisa. Isso tá me deixando desanimada. Saio do conforto do meu lar, pra ir pra pqp, ficar numa cadeira dura, num local onde estão fazendo obras - ou seja, barulho, poeira, sujeira, barulho, barulho - que nao acabam nunca.
Eu tenho alergia e além de tudo isso ainda tenho que aguentar o ar condicionado fazendo barulho bem na minha cabeça, juro que se eu estico o braço na diagonal pro alto eu toco no ar condicionado. Eu percebi que minha qualidade de vida diminuiu, minha alergia tá atacada, eu ando com muita dor de cabeça, entao eu vi que isso nao anda me fazendo bem.
Só que eu sei que largar o emprego faz causar discórdia na minha família. Nem tanto pelo meu pai, mais pelo meu irmão mais velho e minha mãe. O que eu acho é que, se eu nao to feliz, se tá me fazendo mal, eu devo mesmo parar.
Eu preciso estar bem disposta pra me formar, pra acabar a monografia com excelência e nao sei se desse jeito vou conseguir.
O problema é que eu sou assim: quando uma coisa nao anda bem na minha vida, nada mais anda bem. Eu desisto das coisas muito fácil, só que tem certas coisas - como a monografia - que eu nao posso desistir, entende?
Sei que eu quero colo, quero deitar a cabeça no colo de alguém e chorar por algumas horas. Pode ser você?
O que eu sei é que, se tudo der certo, hoje converso com o chefe e peço pra sair. Daí se tudo ocorrer como quero, esse mês será meu último.
E quanto as minhas conquistas, decidi pela bicicleta depois de muito pensar. (pra quem nao sabe, a outra dúvida era o patins e nao o casamento!)
É isso. Não tenho mais o que falar.

To be continued...

Um comentário:

Montanha disse...

Te apóio em qualquer decisão que vc tomar, gatinha!
Mas não custa nada pedir um aumento(aquele que vc deveria ganhar) e mais responsabilidade antes de pedir a carta de alforria. Não custa nada tentar. E se está tão ruim assim mesmo, sai mesmo, sem enrolação, ficar se chateando por pouco não compensa!
Beijos!
Te apaixono!